A convidada de hoje, “transporta-me” até Sintra, provavelmente a si também.

Sintra romântica que encanta quem a visita. Todos se rendem a tanto encanto.

Os apaixonados escrevem às suas amadas, tendo Sintra como inspiração. Sintra convida à meditação, aos poetas que escrevem sem parar sobre tão sumptuosa beleza.

“Sintra,de cenários eternos, a luz vai revelando o recorte das folhas, o movimento das cascatas e dos regatos,a cor das flores…” (não deixe de ver o vídeo)

É nesta atmosfera de raro encanto, que vos apresento a artesã Vera Mendes, proprietária do site Sintra no Coração.

V.Artesão – Vera, obrigada pela oportunidade que nos dá de conhecer mais em detalhe o seu projecto, e a autora.

Vera Mendes – tenho 45 anos, sou funcionária pública na Junta de Freguesia de São Domingos de Benfica, em Lisboa. Ainda a frequentar a escola primária, já demonstrava aptidão e grande interesse pelos trabalhos manuais. Esse gosto revelava-se também em casa, observando a avó materna e a minha mãe que se dedicavam à costura, ao crochet e ao tricot, trabalhos que eu desenvolveria na adolescência e também na fase adulta.

V. Artesão – houve algum momento em que esse gosto pelos trabalhos manuais, tivesse digamos que abrandado, ou manteve sempre esse interesse?

Vera Mendes – Embora esse gosto se tivesse mantido, ele esteve como que adormecido ao longo da minha vida académica (tenho formação em História), tendo renascido em 2008, com as Feiras de Artesanato que visitava ou que organizo, no âmbito dos Pelouros da Cultura e do Turismo, no meu serviço da Junta de Freguesia.

V. Artesão – como surgiu a ideia dos corações?

Vera Mendes – Numa ocasião em que comprava tecidos, nas lojas de Campo de Ourique, deparei-me com um tecido de corações, pelo qual fiquei imediatamente apaixonada. Ocorreu-me logo recortá-los e dar-lhes múltiplas funções, tais como, aplicação em trabalhos que aos poucos fui desenvolvendo como autodidacta.

V. Artesão – tirou algum curso ou deve-se somente à curiosidade?

Vera Mendes – Não, nunca frequentei cursos e o manejo da máquina de costura e tudo o que se prende com esse mundo maravilhoso, foi adquirido observando unicamente a minha mãe.

V. Artesão – familiares e amigos, como reagiram, apoiaram,…

Vera Mendes – O estímulo de amigos e familiares foi decisivo para dar o passo seguinte: inscrever-me como Artesã e ver reconhecida a minha Unidade Produtiva Artesanal, ou seja o meu pequeno Atelier que mais não é que a minha sala de estar. Assim foi. O reconhecimento foi facultado pelo PPART (Programa para a Promoção dos Ofícios e das Microempresas Artesanais), algo que me deixou profundamente feliz.

V. Artesão – De que forma surgiu o nome para o projecto?

Vera Mendes – pelas encomendas e peças que iam sendo adquiridas por interessados. ”Obrigaram” a que pensasse num nome para um projecto mais sério, o que não foi difícil, pois conciliei o coração que é rei e senhor dos meus trabalhos, à linda região de Sintra e, em 2008, nasce “Sintra no Coração”.

V. Artesão – porquê Sintra?

Vera Mendes – porque é o Concelho onde resido e por ser uma região tão bela e rica.

V. Artesão – a Vera criou quatro colecções, que retratam na realidade Sintra, fale-me um pouco sobre isso…

Vera Mendes – desenvolvendo eu trabalhos de diferentes áreas e temáticas e com variados estampados, ocorreu-me criar quatro colecções. Sintra Romântica, Sintra em Flor, Sintra Rústica e Sintra Criativa, esta última com trabalhos em decoupage.

V. Artesão – e a aceitação por parte das pessoas?

Vera Mendes – O sucesso tem chegado aos poucos com um sabor delicioso, pois tem sido graças à participação em Feiras de Artesanato, com especial destaque para as temáticas (Medieval e Setecentista) que tenho divulgado o meu trabalho.

V. Artesão – de que peças estamos a falar, o que podemos encontrar com a marca “Sintra no Coração”?

Vera Mendes – Mobiles de corações, Oferendas ao Gosto Popular, Enfeites para Portas, Almofadas, Sacos, Caixas para o Chá, são algumas peças que podem encontrar nas minhas colecções e que julgo representarem o genuíno artesanato de Sintra.

V. Artesão – como a Vera sabe, cheguei até si pela recente reportagem transmitida pela RTP1, com locução de Serenela Andrade,…

Vera Mendes – (sorriso) foi com enorme satisfação que recentemente, participei numa reportagem para o Programa Praça da Alegria, exibido no dia 12 de Outubro na RTP e que se revelou um excelente meio de divulgação do meu projeto.

V. Artesão – a “Voz do Artesão”, conta também poder contribuir para essa mesma divulgação. Agradeço-lhe uma vez mais a sua disponibilidade em nos conceder esta entrevista.

Quanto a si, Caro(a) Leitor, não deixe de visitar Sintra e obviamente “Sintra no Coração”.

Encontramo-nos para a semana, até lá…

Espero poder trazer outros casos com igual, mais ou menos sucesso. O que importa é ler e ouvir “A Voz do Artesão”