Mistério e Sedução…

  Classificada pela UNESCO como Património Mundial, no âmbito da categoria de Paisagem Cultural, Sintra é uma exuberância de dádivas da Natureza que o Homem enriqueceu, ao longo dos séculos, com a sua arte e engenho. Sintra é um lugar para se sentir. Não basta falar dele, contar a sua História ou descrever a sua paisagem. É um lugar com espírito, um lugar que nos fala por dentro. O mistério que envolve a sua serra, ou Monte da Lua; a densidade cromática da paisagem que nos surpreende, como se fosse uma grande tela colectiva; o mar inspirativo e sonhador do litoral; as suas lendas e tradições ancestrais; o seu povo peculiar cuja hospitalidade e simpatia é reconhecida, enfim, tudo isto é muito mais onde as palavras não chegam, faz de Sintra o Glorioso Eden que Byron tão bem soube cantar.
Por certo, são também motivos suficientes para uma visita a esta região edílica. E se vier consciente da transcendência desta terra sagrada, então poderá sentir e penetrar verdadeiramente em Sintra. Sintra, com a sua imponente serra salpicada de palácios, igrejas e quintas senhoriais, que se estende em ondas de verde até ao oceano, o fascínio dos aglomerados urbanos da Vila Velha, da Estefânea e das aldeias que dão colorido à charneca saloia, constitui, sem dúvida, um local privilegiado por excelência de inegável beleza e interesse cultural e natural.
De facto, o concelho de Sintra apresenta uma situação ímpar no tecido histórico e geográfico de Portugal, pois, a juntar ao majestoso enquadramento natural, existe nele vestígios valorosos da evolução humana em todas as fases do seu fluir histórico. Por tudo isto, acrescido dos bons ares e das brumas de indizímel mistério, Sintra ainda é, como a considerou Robert Southey, “o mais abençoado lugar de todo o globo habitável”. Assim, e no sentido de uma maior divulgação destes valores patrimoniais que são agora pertença da Humanidade, o projeto “Ideias do Coração” tem sempre disponíveis itinerários possíveis, numa tentativa de abarcar diversos pontos de interesse da região onde, cada um por si ou todos juntos, possam oferecer ao visitante uma perspectiva das vivências sociais, do deslumbramento natural e da importância histórica de Sintra.