“Dupla delícia – o livro traz a vantagem de a gente poder estar só e ao mesmo tempo acompanhado”
Mário Quintana

Dia Mundial do Livro é comemorado desde 1996 e, por decisão da UNESCO, a 23 de Abril e, pretende promover o livro, os autores, os ilustradores e os editores. 

Esta data foi escolhida com base na tradição catalã segundo a qual, neste dia, os cavaleiros oferecem às suas damas uma rosa vermelha de São Jorge, e recebem em troca um livro, testemunho das aventuras do heroico cavaleiro.

Em simultâneo, é prestada homenagem à obra de grandes escritores, como Shakespeare e Cervantes, falecidos em Abril de 1616.

A data tem como objetivo reconhecer a importância e a utilidade dos livros, assim como incentivar hábitos de leitura na população.

Os livros são um importante meio de transmissão de cultura e informação, essenciais para o desenvolvimento da literacia, constituindo um saudável meio de ocupação dos tempos livres.

Quase sempre com um livro na bolsa, busco leituras que despertam novas sensações e proporcionam boas experiências.
Tem autores que só de ouvir o nome, associamos logo a determinado género, certo? Por exemplo, se falar de Nicholas Sparks, o mais natural é preparar as lágrimas para um romance arrebatador.

Como o projeto Ideias do Coração remete-nos para a ideia de romance, amor e paixão, optámos por dar a conhecer alguns dos nossos escritores, autores de livros em prosa ou poesia que vão viciar o seu coração.
AMOR pode ser abordado de todas as formas possíveis e imaginárias e um livro pode fazer pensar, mas é ótimo para sonhar…

A VIDA SEM AMOR É UM
LIVRO SEM LETRAS, UMA
PRIMAVERA SEM FLORES,
UMA PINTURA SEM CORES

Há uma imensidão de Escritores e de grandes Poetas Portugueses que não me canso de ler e de recomendar, tal como Luís de Camões, Fernando Pessoa, Florbela Espanca, Eugénio de Andrade, Eça de Queiroz, Miguel Torga, Sophia de Mello Breyner, entre tantos outros.
É impossível ficar indiferente à riqueza literária de Ferrnando Pessoa. Quanto mais leio e conheço o que ele escreveu, mais encantada e maravilhada fico com poemas tão simples, mas tão belos, como este que partilho com vocês:

“Tenho pensamentos que, se pudesse
revela-los e fazê-los viver, acrescentariam
nova luminosidade às estrelas,
nova beleza ao mundo, e
novo amor ao coração dos homens”
Fernando Pessoa

No entanto, não posso deixar de expressar o prazer que tenho em descobrir e ler poemas de grandes escritores brasileiros, dos quais também sou fã inveterada.

Daí ter decidido, neste dia dedicado ao livro, dar a conhecer também belos poemas da literatura brasileira, como é o caso de Augusto Branco, pseudónimo de Nazareno Vieira, autor de dois poemas que eu considero dos mais lindos que já li e cujos títulos são: “VIDA” e “UM DIA VOCÊ PERCEBE”

Augusto Branco, nasceu na Amazónia em 23 de Maio de 1980. Ao longo do seu percurso familiar complicado e às exigências da sua vida profissional, repleta de mudanças e obstáculos inesperados, nunca despiu a pele de escritor, encontrando tempo para criar, quase todos os dias, novos poemas, aforismos e textos motivadores.

Os seus textos mergulham no CORAÇÃO das pessoas, ao evidenciarem os mais finos paradoxos que acompanham o Amor, a Felicidade e o Bem Estar, sentimentos comuns a todos nós.

Desejamos muito que hoje o vosso dia seja repleto de belas palavras, reflexões e poemas e que confortem o vosso CORAÇÃO.