WORLD CITIES CULTURE SUMMIT 2019 ACONTECEU EM LISBOA!
23 A 25 OUTUBRO 2019

CULTURA COMO MOTOR DA PROMOÇÃO URBANA E DE CIDADANIA

A Cimeira Cultura de Cidades Mundiais é uma rede internacional de 38 cidades, criada por iniciativa da cidade de Londres. Em comum, estas cidades – de vários pontos do mundo e muitas de grandes dimensões, como Paris, Moscovo, Nova Iorque, Rio de Janeiro ou Tóquio – elegem a cultura como motor da promoção urbana e da cidadania, colocando-a no centro das políticas públicas e do planeamento da cidades.

Trata-se da única plataforma à escala global que junta cidades, redes e organizações, para trabalharem juntas em políticas culturais locais e desenvolvimento sustentável.

A Cidade de Lisboa foi no presente ano de 2019 a anfitriã da cimeira promovida pela rede World Cities Culture e decorreu entre os dias 23 e 25 de Outubro. A “Cimeira Cultura de Cidades Mundiais” juntou na capital cerca de 100 representantes das 38 maiores cidades do mundo, sob o mote “Cultura, Identidade e Igualdade nas Cidades”, que reconhecem o impacto e a importância da cultura e da criatividade e, enquanto grandes cidades, estão empenhadas nas políticas públicas e no planeamento da cidade.

Na sessão de abertura, nos Paços do Concelho, a Vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Lisboa, Catarina Vaz Pinto, sublinhou a necessidade de aproximar a cultura das pessoas, e vice-versa. Catarina Vaz Pinto reafirmou ainda a importância da criação de politicas que demonstrem a capacidade transformadora da cultura.

Lisboa foi a cidade escolhida para acolher a  Cimeira Cultura de Cidades Mundiais 2019”, com o objetivo de potenciar os benefícios da cultura na melhoria da qualidade de vida nas cidades.

A escolha da capital portuguesa fundamentou-se em 3 aspetos:

• posicionamento estratégico como uma capital aberta, uma cidade central e cosmopolita, com vocação internacional;

• património arquitetónico – Lisboa é considerada uma jóia arquitetónica (com uma reputação especialmente para ladrilhos (calçada portuguesa) e azulejos;

• atratividade para investimento – especialmente para jovens empreendedores e criativos europeus que valorizam a acessibilidade, a tradição cultural e os seus encantos e especificidades.

Na cimeira de Lisboa foram discutidos, entre outros temas, a importância da cultura na construção de cidades abertas e tolerantes, o seu papel na abordagem aos desafios ambientais e nas estratégias de envolvimento e participação de novos públicos.

A World Cities Culture Summit decorreu em vários locais da cidade, desde teatros a bibliotecas, passando por outros espaços culturais, juntando líderes de cidades de vários pontos do globo.

Baixar o programa do evento
1
2

A cultura tem o poder de transformar vidas, tornando as nossas cidades mais acolhedoras. Lisboa como uma cidade aberta e vibrante revelou-se uma grande anfitriã  tendo contribuido, certamente, para inspirar e partilhar ideias sobre o crescente papel da cultura no desenvolvimento urbano.

FOTOGRAFIA E EDIÇÃO: ANTÓNIO ALFREDO